quinta-feira, 3 de junho de 2021

A decisão de ter o segundo filho.

Esta é uma dúvida comum para muitos casais quando se trata de ter ou não um segundo filho.

Este vídeo abaixo representa muito em nossas vidas. Impossível não se emocionar quando lembro deste momento. Mas vamos a uma pequena história...




Tive minha primeira filha em 2013, e durante muito tempo, eu e meu marido sempre tivemos a convicção de que teríamos apenas um filho.

Hoje em dia, tudo pesa como a questão financeira, os cuidados e a dedicação, e o nosso maior objetivo sempre foi dar o melhor em todos os sentidos para a nossa Carol.

A Carol foi crescendo, e em determinado momento, ela sempre nos falava que queria uma irmãzinha. E sempre dizia "irmãzinha"...rsrsrs. Quando ela nos abordava sobre o assunto, procurávamos explicar que algumas famílias só tinham um filho, entre outras coisas, mas aquele olhar, toda vez em que ela nos perguntava, confesso que aos poucos, foi derretendo os nossos corações.

Até que em 2019, com minha filha já com 6 anos, e depois de várias conversas entre eu e marido, decidimos ter um segundo filho, e que uma companhia para ela, seria muito importante no momento e para toda a sua vida.

Só que não pensávamos que iria ser tão rápido...3 meses depois, lá, estava eu, grávida! Foi uma felicidade para todos.

Um mês depois, ansiosa demais para saber o sexo do bebê, fiz o exame de sexagem fetal, o qual, ficaria pronto dentro de alguns dias.

Lembro-me da nossa emoção do dia em que descobrimos o sexo do bebê...Era uma tarde, no sofá de casa, meu marido acessou o sistema do laboratório, viu o resultado, olhou para mim e disse: "é calcinha!"....naquele momento, choramos, gritamos e nos abraçamos, pois sabíamos que iríamos realizar o nosso sonho e, principalmente, da nossa Carol. 

Depois disso, era o momento de dar a notícia para ela. Comprei uma roupinhas de bebê, fiz um lacinho de cabelo de recém nascida e embrulhei em um papel de presente. Assim que peguei ela na escola, disse que tinha uma surpresa para ela. 

Chegando em casa, entreguei o presente para ela, e perguntei o que tanto ela pediu para o "papai do céu". Depois disso, foi pura emoção, sendo um dos momentos mais felizes e marcantes de todas as nossas vidas (vídeo acima), pois pudemos presenciar realmente o que é o amor. 

Posso dizer com toda certeza que, apesar de todos os "poréns" que colocamos para tomarmos esta decisão, basta um sorriso de um ser tão pequenino, que nos desmonta por completo....Mais do que tudo, o carinho que presenciamos diariamente entre irmãs, é que faz tudo valer a pena.

E mais...hoje nos perguntamos...como pudermos viver longe da nossa Helena por todo esse tempo! rsrsrsrs

Beijos e até breve.  


Veja também nosso post "Sejam muito bem vindas"





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário ou sua sugestão. Sua opinião é muito importante para nós.